Últimas notícias

Governo prorroga auxílio emergencial por 3 meses.


Foi confirmado na última segunda-feira, 5. O presidente Jair Bolsonaro assinou medidas provisórias para estender o prazo de pagamento dos benefícios até outubro. O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou no mês passado que o governo federal pode prorrogar a prorrogação.

O beneficiário continuará recebendo entre 150 e 375 reais, dependendo da composição de sua família. Também não haverá novo período de inscrição, o que significa que apenas aqueles que foram aprovados podem continuar a receber os benefícios.

Nos últimos meses, parlamentares e equipes econômicas solicitaram a prorrogação do prazo de pagamento ao Bolsa Família, cujo plano alternativo foi lançado oficialmente. O governador e os parlamentares apóiam a decisão de que 70% da população seja vacinada até outubro.

Eles não estavam tão otimistas com o andamento da vacinação e defenderam a prorrogação do auxílio até dezembro. O Ministério da Economia também estuda essa possibilidade e, além de tetos de gastos, também são necessárias fontes de financiamento.

O Bolsa Família foi retomado em setembro e aprovado pelo Congresso em outubro. O objetivo é evitar que ex-beneficiários de ajuda de emergência saiam sem ajuda após o fim do programa, o que pode melhorar a reputação de Bolsonaro antes da próxima eleição.

Enfim, você gostou deste artigo? 

Portanto, Inscrva-se no canal do YouTube e em nossas redes sociais (como TwitterInstagram, e Telegram). Portanto, você estará atento a todos os assuntos relacionados ao banco digital, cartões de crédito, empréstimos, tecnologia financeira.




 

Sem comentários

Muito obrigado por deixar sua opinião ela e muito importante.