Últimas notícias

Você sabe como funciona o seguro DPVAT?

Imagem mostra um acidente de carro.


Você sabe como funciona o seguro DPVAT? Se sua responta foi não fique tranquilo que nesse artigo iremos te falar como ele funciona, e um seguro obrigatório sobre danos pessoais que envolve Veículos nas vias terrestres, ou até mesmo por carga, esse modelo de seguro tem a finalidade de amparar as pessoas que são vítimas de acidentes de trânsito, que nesse caso pode ser o motorista, ou o passageiro e pedestre.

Algo que cria algumas dúvidas são as informações sobre o período de vigência desse tipo de seguro, e sua validade, tem duração de ano.

Se você não sabe fique sabendo, pois, o DPVAT é obrigatório e tem que ser pago anualmente, seguindo o calendário do IPVA, porém vale destacar que esse pagamento foi suspenso em 2021 devido a uma decisão do Conselho Nacional de Seguros Privados vale lembrar que esse seguro e instituído pela Lei n° 6.194/74 e os valores que as vítimas têm direito a receber foi fixado pela Lei nº 11.482/07.

Sem falar que esse modelo de seguro é pago para todas as vítimas que fazem a solicitação dessa indenização e tenha a comprovação confirmada, com documentos e laudos médicos e até mesmo boletins de ocorrência da polícia ou departamentos de trânsito, para que culpa do acidente seja comprovada para liberação dos valores.

Aqui vai mais um ponto importante sobre esse tema e que cada pessoa pode solicitar essa indenização do DPVAT de forma individual, independe da quantidade de pessoas que foram vítimas. Nesse modelo de seguro DPVAT já está previsto que essas indenizações em casos de morte, ou até mesmo de invalidez ou as despesas médicas, podem chegar a Morte: R$ 13.500,00, pagos aos beneficiários e também até R$ 13.500,00, pagos para a vítima de Invalidez permanente, total ou parcial, já para despesas médicas pode chegar ao valor de até R$ 2.700,00, pagos para a vítima.

Pontos importantes sobre o DPVAT não tem cobertura nesses casos.

Em casos de danos materiais, ou até mesmo roubo, ou incêndio.
Ou em casos de acidentes fora do Brasil.
Outra que coisa que não tem cobertura são suas multas ou fianças para condutores de algum acidente.

Vale ressaltar que se o acidente cause algum tipo de invalidez permanente ou até mesmo parcial, o DPVAT pode e deve ser solicitado pela parte afetada. Ou, caso a pessoa tenha alguma perda de funcionalidade de parte do corpo, que a pessoa afetada consiga comprovar com base em laudos, médico. Assim essas vítimas tenha direito a solicitar a sua indenização de R$ 13.500,00.

E muito importante entender que os valores das indenizações são definidos seguindo a tabela de danos corporais da Lei n.º 6.194/74 de despesas de assistência médica e também suplementares que nesse caso serve para cobrir despesas que as vítimas que teve de assumir com o acidente.

Enfim, você gostou deste artigo?

Portanto, Inscreva-se no canal do YouTube e em nossas redes sociais (como TwitterInstagram). Portanto, você estará atento a todos os assuntos relacionados ao banco digital, cartões de crédito, empréstimos, tecnologia financeira.

Sem comentários

Muito obrigado por deixar sua opinião ela e muito importante.