Últimas notícias

DNI: A nova Carteira de Identidade veja como vai ser.



O governo federal emitiu um novo decreto sobre a criação de um DNI Documento Nacional de Identidade unificado nacionalmente. O objetivo é usar o CPF como único comprovante de identidade dos cidadãos.

O arquivo foi elaborado de acordo com o Ato Digital para que possa ser acessado em dispositivos móveis e sua distribuição será gratuita.

Por que preciso de um novo ID?
Atualmente, cada estado do Brasil tem seu próprio registro. Portanto, cada cidadão pode ter pelo menos 27 números de identificação.

Ao padronizar a identificação em um único ambiente, acredita-se que as oportunidades de deturpação e outros comportamentos fraudulentos podem ser reduzidas.

Outro ponto foca nos requisitos de integridade e segurança e no comprimento da LGPD nos órgãos competentes.

Veja como vai ser a nova carteira de identidade do Brasil?O DNI será apadrinhado em todo o Brasil.
Vários documentos de identificação serão adicionados, tais como:

IDENTIFICAÇÃO;
Fundo de previdência;
recenseamento eleitoral;
carteira de motorista;
identificação de trabalho;
NIS/PIS/PASEP;
certidão de nascimento;
Certificado Militar;
Cartão Nacional de Saúde;
tipo sanguíneo.
As informações de saúde também podem ser adicionadas ao DNI com base em um atestado médico. Ou seja, é possível registrar uma doença, intolerância a medicamentos ou se declarar doador de órgãos.

Cidadãos com TEA (Transtorno do Espectro do Autismo) também poderão incluir informações no prontuário, que será marcado com um símbolo de autismo.

O estado do Acre foi escolhido para implementação desse projeto.Espera-se que vai passar a valer em 01/03/2022 vai ter até 06/03/2023 para se adaptar ao novo documento.

Enquanto isso, todos os documentos continuarão podendo ser solicitados normalmente, com exceção do formato padrão da emissão.

Após a emissão do novo documento, ele continua sendo válido por 10 anos também. Para pessoas com 60 anos, vale lembrar que o RG antigo a validade continua a mesma.

Pessoas com menos de 60 anos poderão usar o documento antigo por até 10 anos. Esses documentos não vão ser imediatamente retirados.
Para crianças e adolescentes de 12 anos, o documento é válido por 5 anos.

Cada estado será responsável pela emissão do DNI, portanto, o processo pode variar de acordo com a região.A distribuição será gratuita e a Secretaria tem até 3 de março de 2023 para fazer os ajustes.
As mudanças no processo acontecem gradativamente.

O novo status também se aplica a viagens ao exterior.
Haverá um código padrão na identificação para leitura dos equipamentos utilizados nessas viagens. O código MRZ é usado nos passaportes para ler os dados básicos de todos que vai ter nesse novo documento.

Enfim, você gostou deste artigo?
Portanto, Inscreva-se no canal do YouTube e em nossas redes sociais (como TwitterInstagram). Portanto, você estará atento a todos os assuntos relacionados ao banco digital, cartões de crédito, empréstimos, tecnologia financeira.

Sem comentários

Muito obrigado por deixar sua opinião ela e muito importante.