Últimas notícias

A fintech Nomad recebe aporte de US$ 20 milhões.


Isso permitiu que os brasileiros abrissem uma conta corrente em um banco dos Estados Unidos e recebessem uma doação de 20 milhões de dólares americanos. Este investimento foi liderado pelos fundos Monashees e Spark Capital. Além disso, Propel, GFC, Abstract, Vast, ONEVC e Globo Ventures participaram da contribuição.

A Nomad atingiu um investimento de R $ 140 milhões em seus 9 meses de operação. O dinheiro é usado para expandir os negócios, além de desenvolver e lançar novos produtos. Além disso, o banco digital pretende aumentar sua equipe, hoje conta com 75 profissionais, e deve chegar a 150 até o final do ano.

Proporcionaremos uma experiência única e completa para bancos nômades que estão em dólares do Brasil. Esta nova contribuição nos ajudará a acelerar este plano.

O número de clientes que usam esses recursos para compras online aumentou significativamente. O CEO da Nomad, Lucas Vargas, disse: "Este ano, acreditamos que a reabertura das viagens ao exterior representará um grande salto. Até o final de 2021, esperamos atingir 120.000 contas.

Em comparação com o uso de cartões de crédito internacionais nos Estados Unidos e em quase todos os países europeus, cerca de 10%. O cartão de crédito do banco brasileiro gera uma diferença de câmbio de 4% a 7% mais um IOF de 6,38%. Por outro lado, o spread máximo do cartão de crédito do Nomad para remessa em dólares é de 2% + IOF 1,1%.

Nomad oferece a possibilidade de aquisição internacional e investimento no mercado global, transferência, pagamento, remessa e outras transações.

Enfim, você gostou deste artigo? 

Portanto, Inscrva-se no canal do YouTube e em nossas redes sociais (como TwitterInstagram, e Telegram). Portanto, você estará atento a todos os assuntos relacionados ao banco digital, cartões de crédito, empréstimos, tecnologia financeira.

Sem comentários

Muito obrigado por deixar sua opinião ela e muito importante.