Últimas notícias

Faz aposta em parcerias no varejo GlooPay para popularizar ‘crédito’.


Nos dados da pesquisa domiciliar, oito em cada dez famílias de classe média perderam sua renda durante a pandemia. Por outro lado, continuam surgindo contas e a demanda por crédito não diminuiu. A startup de crédito compartilhado GlooPay espera popularizar a ferramenta e apostar em parcerias com grandes redes de lojas.

A empresa planeja ter mais de 7.000 clientes até o final do próximo ano. Fundada em 2018, a GlooPay cresceu 306% durante a pandemia e afirmou que seu foco é "reduzir a burocracia e eliminar o abuso" de produtos de crédito.

A empresa é formada por um grupo de pessoas que possuem as mesmas necessidades ou desejos e se reúnem para realizar uma compra.

Gerencie a equipe para que todos possam receber seus recibos e um membro da equipe seja recompensado a cada mês.

É feito em parcelas mensais, dividido pelo número de participantes. Portanto, os membros considerados negativos pelas indústrias tradicionais não pagam receitas de juros.

Foi criado um grupo de 10 pessoas a partir de 3.000 reais; cada pessoa paga 300 reais por mês; a empresa recupera as despesas devidas (cerca de 10%) no mesmo valor; vai e compra produtos.

Os membros farão um sorteio para ver quem receberá o item. O vencedor é anunciado e a empresa indica ao parceiro o endereço do item a ser entregue.

De acordo com dados do Banco Central, 45 milhões não têm conta bancária, representando cerca de 30% da população adulta do Brasil, dos quais 23 milhões têm entre 16 e 34 anos, e 820 bilhões de reais são transferidos do setor bancário a cada ano.

As vendas totais da GlooPay neste ano estão em torno de R $ 500 mil, o que deve ser facilmente superado com base no crescimento dos últimos meses. Com exceção do grupo, outras áreas de negócios estão sendo monitoradas.

Enfim, você gostou deste artigo? 

Portanto, Inscrva-se no canal do YouTube e em nossas redes sociais (como TwitterInstagram, e Telegram). Portanto, você estará atento a todos os assuntos relacionados ao banco digital, cartões de crédito, empréstimos, tecnologia financeira.


Sem comentários

Muito obrigado por deixar sua opinião ela e muito importante.